BrasilÚltimas Notícias

Bolsa-Família: 346 mil cadastros com indícios de fraude

Até famílias com renda maior que R$ 1,9 mil por pessoa estavam entre os beneficiários do programa Bolsa-Família.

Bolsa-Família

Bolsa-Família – Uma auditoria da Controladoria-Geral da União (CGU) no programa Bolsa -Família identificou 346 mil cadastros com indícios de fraude.

São casos de beneficiários que não teriam direito ao programa Bolsa-Família por estarem fora das regras estabelecidas, em especial por terem seus rendimentos mensais acima do patamar determinado pelo governo.  Alguns casos estão no Ceará, mas a CGU ainda não revelou  qual o número de benefício irregular por município.

okariri

 

O cadastro para inclusão das famílias que irão receber os benefícios sociais do Bolsa-Família é de responsabilidade das prefeituras. De acordo com a CGU, os registros com indícios de fraudes envolvem servidores públicos e pessoas que possuem casa própria e automóveis importados. Até famílias com renda maior que R$ 1,9 mil por pessoa estavam entre os beneficiários do programa Bolsa-Família.

As informações, com base nos levantamentos da CGU, apontam que foram pagos indevidamente R$ 1,3 bilhão a quem não tinha direito.

A CGU realizou um pente-fino nos registros de 2,5 milhões de famílias com cadastros suspeitos, devido a problemas de informações sobre o CPF dos beneficiários, o tamanho e a renda dos núcleos familiares.

Fonte: FlavioPintoNews

Etiquetas
Ver Mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar