BrasilDestaquesÚltimas Notícias

Em São Paulo, 75% dos eleitores são contra volta às aulas na pandemia

Os eleitores da cidade de São Paulo são majoritariamente contra o retorno das aulas na cidade. É o que revela pesquisa do instituto DataFolha, publicada neste domingo (27.set.2020). De acordo com o levantamento, 75% dos eleitores da capital paulista são contra a reabertura das escolas nos próximos 2 meses.

Por outro lado, 24% dos entrevistados acreditam que as aulas devem ser retomadas e 1% não souberam ou não quiseram responder.

A pesquisa foi feita nos dias 21 e 22 de setembro de 2020. Foram realizadas 1.092 entrevistas presenciais com eleitores de todas as regiões da cidade de São Paulo. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos considerando um nível de confiança de 95%.

A pesquisa captou também que, dependendo da renda mensal, a preferência muda. No grupo que ganha até 2 salários mínimos, 77% afirmam que as escolas deveriam permanecer fechadas nos próximos 2 meses. Para os que têm renda mensal igual ou superior a 10 salários mínimos (R$ 10.450), esse índice cai para 56%.

Na comparação entre os eleitores que têm em casa estudantes matriculados em escolas particulares e os que têm na rede pública, o apoio à manutenção das escolas fechadas é semelhante: 75% (particulares), 79% (creches da prefeitura), 80% (rede municipal) e 70% (rede estadual).

Apesar de serem do mesmo partido, o PSDB, os cronogramas de volta às aulas do governador Jorge Doria e do prefeito Bruno Covas são diferentes. Doria definiu reabertura a partir de outubro e já liberou parte das atividades escolares no dia 8 de setembro. Bruno Covas, candidato à reeleição, adiou para novembro a decisão.

Ver Mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo