BrasilÚltimas Notícias

Hotel oferece salário de R$ 20 mil a José Dirceu

José Dirceu se entrega na sede da Policia Federal em São Paulo (Foto: Ivan Pacheco/Veja)

O Hotel Saint Peter, em Brasília, contratou o ex-ministro José Dirceu, que cumpre pena no Complexo Penitenciário da Papuda, como gerente administrativo, com salário registrado de 20 000 mensais. A carteira de trabalho do petista foi assinada na última sexta-feira.

A defesa de Dirceu enviou cópia dos registros de trabalho assinados pelo hotel ao Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo que ele possa deixar o presídio durante o dia para trabalhar já que cumpre pena inicialmente em regime semiaberto – poderia trabalhar das 8h às 17h e dormir na cadeia.

Na ficha cadastral preenchida protocolarmente, Dirceu elenca uma série de hobbies que praticava nas horas de lazer – antes de ser condenado por corrupção ativa e formação de quadrilha pelo Supremo Tribunal Federal (STF) – e afirma que precisa trabalhar “por necessidade”. Nas justificativas de emprego, o mensaleiro afirma ainda “apreciar hotelaria e a área administrativa”.

O ambiente hoteleiro não é novidade para Dirceu. Em 2011, VEJA revelou que o mensaleiro tinha um “gabinete” em outro hotel de Brasília, o Naoum, onde recebia altos dirigentes do governo federal. Entre os políticos que se encontravam com Dirceu estava o ministro Fernando Pimentel (Desenvolvimento), o então presidente da Petrobras, Sergio Gabrielli, os senadores Walter Pinheiro (PT-BA), Lindbergh Farias (PT-RJ), Delcídio Amaral (PT-MS) e Eduardo Braga (PMDB-AM), além dos deputados Devanir Ribeiro (PT-SP) e Candido Vaccarezza (PT-SP).

Veja Online

Etiquetas
Ver Mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
error: Está protegido !!
Fechar