Brejo SantoCaririDestaquesMilagresÚltimas Notícias

Municípios do Cariri Leste seguem na fase de transição com exeção de Brejo Santo que continua em lockdown

Diante dos diferentes estágios epidemiológicos nas mais diversas regiões do Ceará, o Governo do Estado tem avançado com o plano de retomada econômica também de forma regionalizada. O número de infecções por Covid-19 no Ceará é de 121.986, com 6.441 mortes em decorrência da doença, conforme dados da plataforma IntegraSUS, atualizados pela Secretaria de Saúde às 18h40 deste domingo (05/jul).

Praça João Inacio de Lucena Brejo Santo – CE | Foto de divulgação

Segundo o decreto estadual publicado neste sábado (04/jul), Fortaleza avança para a fase 3 da retomada, embora com algumas restrições. Os restaurantes seguirão funcionando apenas das 9h às 16h, mas agora com 50% do efetivo presencialmente, e bares e barracas de praia seguem fechados. Também passam para 50% da capacidade das atividades religiosas.

Outras cadeias liberadas em fases anteriores passam agora a 100% de trabalho presencial, como têxteis e roupas; comunicação, publicidade e editoração; indústria e serviços de apoio; artigos do lar; cadeia agropecuária; cadeia moveleira; tecnologia da informação; logística e transporte; comércio e serviços de higiene e limpeza; cadeia automotiva; e comércio de outros produtos.

Regiões do Ceará entram em diferentes fases de retomada da economia nesta segunda-feira; veja o que funciona Diante dos diferentes estágios epidemiológicos nas mais diversas regiões do Ceará, o Governo do Estado tem avançado com o plano de retomada econômica também de forma regionalizada. O número de infecções por Covid-19 no Ceará é de 121.986, com 6.441 mortes em decorrência da doença, conforme dados da plataforma IntegraSUS, atualizados pela Secretaria de Saúde às 18h40 deste domingo (5).

Segundo o decreto estadual publicado neste sábado (4), Fortaleza avança para a fase 3 da retomada, embora com algumas restrições. Os restaurantes seguirão funcionando apenas das 9h às 16h, mas agora com 50% do efetivo presencialmente, e bares e barracas de praia seguem fechados. Também passam para 50% da capacidade das atividades religiosas.

Outros cadeias liberadas em fases anteriores passam agora a 100% de trabalho presencial, como têxteis e roupas; comunicação, publicidade e editoração; indústria e serviços de apoio; artigos do lar; cadeia agropecuária; cadeia moveleira; tecnologia da informação; logística e transporte; comércio e serviços de higiene e limpeza; cadeia automotiva; e comércio de outros produtos.

Macrorregião de Fortaleza

Outros 43 municípios avançam para a fase 2. A etapa marca a reabertura dos restaurantes de 9h às 16h. Nesse estágio, também chegam aos 100% de capacidade indústria química e correlatados; artigos de couros e calçados; cadeia metalmecânica e afins; cadeia energia elétrica; cadeia da construção; e saneamento e reciclagem.

Também estão autorizadas, mas com efetivo reduzido comunicação, publicidade e editoração (40%); indústria e serviços de apoio (40%); tecnologia da informação (40%); assistência social (40%); esporte, cultura e lazer (40%); alimentação fora do lar (40%); e atividades religiosas (20%).

Entram nessa fase as cidades de Acarape, Amontada, Apuiarés, Aquiraz, Aracoiaba, Aratuba, Barreira, Baturité, Beberibe, Capistrano, Cascavel, Caucaia, Chorozinho, Eusébio, General Sampaio, Guaiuba, Guaramiranga, Horizonte, Itaitinga, Itapajé, Itapipoca, Itapiúna, Maracanaú, Maranguape, Miraíma, Mulungu, Ocara, Pacajus, Pacatuba, Pacoti, Palmácia, Paracuru, Paraipaba, Pentecoste, Pindoretama, Redenção, São Gonçalo do Amarante, São Luis do Curu, Tejuçuoca, Trairi, Tururu, Umirim e Uruburetama.

Sertão Central e Litoral Leste/Jaguaribe

Na fase 1, marcada pela reabertura do comércio, estão as macrorregiões do Sertão Central e do Litoral Leste/Jaguaribe. São permitidos, com 40% de trabalho presencial, a indústria química e correlatados; artigos de couros e calçados; cadeia metalmecânica e afins; saneamento e reciclagem; cadeia energia elétrica; cadeia da construção, têxteis e roupas; comunicação, publicidade e editoração; indústria e serviços de apoio; artigos do lar, cadeia agropecuária, cadeia moveleira.

Ainda com 40% do efetivo, estão previstos o funcionamento de atividades das cadeias de tecnologia da informação; automotiva, comércio de outros produtos; comércio e serviços de higiene e limpeza; e esporte, cultura e lazer.

Entram nessa fase as cidades de Aiuaba, Arneiroz, Banabuiú, Boa Viagem, Canindé, Caridade, Choró, Ibaretama, Ibicuitinga, Itatira, Madalena, Milhã, Parambu, Paramoti, Pedra Branca, Quixadá, Quixeramobim, Senador Pompeu, Solonópole, Tauá, do Sertão Central, e do Litoral Leste/Jaguaribe, Alto Santo, Aracati, Ererê, Fortim, Icapuí, Iracema, Itaiçaba, Jaguaretama, Jaguaribara, Jaguaribe, Jaguaruana, Limoeiro do Norte, Morada Nova, Palhano, Pereiro, Potiretama, Quixeré, Russas, São João do Jaguaribe, Tabuleiro do Norte.

Região Norte e Cariri

A Região Norte e o Cariri seguem na fase de transição, na qual é permitida a atividade das cadeias de indústria química e correlatados (30%); artigos de couros e calçados (20%); indústria metalmecânica e afins (30%); saneamento e reciclagem (30%); energia (20%); cadeia da construção civil (30%); têxteis e roupas (20%).

Comunicação, publicidade e editoração (30%), indústria e serviços de apoio (30%); artigos do lar (30%); agropecuária (30%); móveis e madeiras (30%); tecnologia da informação (30%); logística e transporte (30%); automotiva (20%), cadeia da saúde (100%); e esporte, cultura e lazer também são liberados gradualmente.

É o caso dos municípios Acaraú, Alcântaras, Ararendá, Barroquinha, Bela Cruz, Camocim, Cariré, Carnaubal, Catunda, Chaval, Coreaú, Crateús, Croatá, Cruz, Forquilha, Frecheirinha, Granja, Graça, Groaíras, Guaraciaba do Norte, Hidrolândia, Ibiapina, Independência, Ipaporanga, Ipu, Ipueiras, Irauçuba, Itarema, Jijoca de Jericoacoara, Marco, Martinópole, Massapê, Meruoca, Monsenhor Tabosa, Moraújo, Morrinhos, Mucambo, Nova Russas, Novo Oriente, Pacujá, Pires Ferreira, Poranga, Quiterianópolis, Reriutaba, Santa Quitéria, Santana do Acaraú, São Benedito, Senador Sá, Tamboril, Ubajara, Uruoca, Varjota, Viçosa do Ceará.

Já as cidades de Abaiara, Acopiara, Altaneira, Antonina do Norte, Araripe, Assaré, Aurora, Baixio, Barro, Campos Sales, Caririaçu, Cariús, Catarina, Cedro, Deputado Irapuan Pinheiro, Farias Brito, Granjeiro, Icó, Ipaumirim, Jardim, Jati, Jucás, Lavras da Mangabeira, Mauriti, Milagres, Missão Velha, Mombaça, Nova Olinda, Orós, Penaforte, Piquet Carneiro, Porteiras, Potengi, Quixelô, Saboeiro, Salitre, Santana do Cariri, Tarrafas, Umari, Várzea Alegre, ainda que na transição, têm recomendações para intensificar as medidas de isolamento.

Seguem em isolamento social rígido as cidades de Juazeiro do Norte, Sobral, Barbalha, Crato, Brejo Santo, Tianguá e Iguatu.

Etiquetas
Ver Mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar