CearáÚltimas Notícias

Carteira de Identidade leva até três meses para ser emitido no Ceará

Emissão do documento atrasa também em função da grande demanda (FOTO: HONÓRIO BARBOSA/DIÁRIO DO NORDESTE)

Na ampla maioria dos municípios do Ceará, a espera por emissão de carteira de Identidade, ou Registro Geral (R.G), varia entre 45 a 60 dias, mas em alguns casos esse prazo pode ser de até 90 dias. Os postos de atendimento têm sistema manual e as folhas com dados e impressões digitais precisam ser encaminhadas para o Instituto de Identificação em Fortaleza.

As cidades que dispõem de Casas do Cidadão e de um sistema digital e de transferência ´on line´ fornecem o documento em até 15 dias. É o caso das cidades de Limoeiro do Norte, Crato, Iguatu, Juazeiro do Norte, Quixadá e Sobral.

No município de Limoeiro do Norte, no Vale do Jaguaribe, a emissão de documentos de identidade é feita em um setor dentro da secretaria de Ação Social. A agilidade com que o documento é emitido atrai pessoas de várias cidades da região. “Hoje, por exemplo, recebemos de Russas um ônibus com 14 estudantes que necessitavam da identidade”, afirma a secretaria de Assistência Social, Joana D´arc Costa.

De acordo com a secretária, a agilidade na entrega do documento se dá pela existência de um perito em criminalística, que trabalha na preparação e emissão da carteira.

“Dependendo do funcionamento do sistema a identidade pode ser emitida na hora, se houver lentidão, damos o prazo de até 7 dias”, ressaltou. São atendidos diariamente 30 pessoas que necessitam do documento.

Senhas

As senhas começam a ser distribuídas às 7h, mas o movimento na fila começa a partir de 5h30. Já em Russas quem tiver necessidade de uma segunda via do documento ou o primeiro RG, tem que esperar, pelo menos, 45 dias. As fichas de cadastro são enviadas para o Instituto de Identificação em Fortaleza, onde são liberadas posteriormente.

Na cidade de Iguatu, diariamente, moradores de pelo menos dez municípios da região Centro-Sul procuram a Casa do Cidadão, nesta cidade, para obter a Carteira de Identidade. Atualmente, o prazo médio de espera para receber o documento é de 15 dias. A demanda permanece elevada e são liberadas 30 senhas diárias.

Houve um período em que o morador esperava até nove meses para a obtenção do documento, mas a partir de 2009, o serviço começou a melhorar.

A Casa do Cidadão Jornalista Antônio Alcântara Nogueira, em Iguatu, foi a primeira unidade a ser inaugurada no Interior do Brasil, em setembro de 1998. Na época, a reivindicação foi do então vereador Aderilo Alcântara, hoje, prefeito do município. Nesse período, milhares de pessoas já foram atendidas com expedição de documentos pessoais.

Pela manhã cedo, forma-se longa fila em frente à unidade. São moradores da região Centro-Sul que disputam as 30 senhas oferecidas diariamente. A maioria é formada por jovens que procuram obter a emissão da primeira vez do documento de identificação pessoal. “Essa é a terceira vez que venho aqui, mas hoje consegui e serei atendido”, disse o estudante, Giovani Souza, de Lavras da Mangabeira.

A estudante Maria do Carmo Custódio, da cidade de Icó, chegou cedo e conseguiu a senha. “Vim para cá antes das 6 horas da manhã, para assegurar a minha vaga”, contou. O ajudante de pedreiro, Manoel Carlos de Oliveira, perdeu o horário e terá de retornar outro dia. “Na semana passada, tentei duas vezes, mas não deu certo”, contou. “Preciso do documento porque quero viajar a São Paulo”.

O aposentado, Paulo Rodrigues, apresentou uma sugestão para melhoria do atendimento das pessoas que procuram a carteira de Identidade. “Deveria haver um agendamento prévio, pessoal ou por telefone, e o interessado só vinha no dia certo para encaminhar o documento”, defendeu. “Dessa forma, evitaria fila ou a viagem perdida”.

O prefeito de Iguatu, Aderilo Alcântara, disse que pretende acolher a sugestão de agendamento dos interessados em obter a carteira de Identidade. “Vamos estudar a proposta e creio que é viável”, disse. “O nosso esforço é para melhorar o atendimento, ampliando e facilitando a vida das pessoas”.

A Casa do Cidadão funciona de segunda a sexta-feira, pela manhã e tarde, no horário comercial, em convênio entre a Prefeitura de Iguatu e a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará. O município cedeu as instalações, e o Estado, uma servidora, que é perita criminal.

Para quem pretende tirar a primeira via da Carteira de Identidade é necessário levar original e cópia de certidão de nascimento ou de casamento. Em caso de perda do documento, há obrigatoriedade de apresentar também um Boletim de Ocorrência (BO). Iguatu atende moradores das cidades de Acopiara, Cariús, Cedro, Icó, Jucás, Lavras da Mangabeira, Mombaça, Orós e Várzea Alegre.

Diário do Nordeste

Etiquetas
Ver Mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
error: Está protegido !!
Fechar