CearáPolíciaÚltimas Notícias

Ce: Polícia Militar evita resgate de detentos e apreende 13 armas

O arsenal, composto por um revólver, 9 pistolas e três escopetas, estava dentro de um táxi e seria usado para resgatar presos que iam para audiência (Foto: Reprodução/Diário do Nordeste)
O arsenal, composto por um revólver, 9 pistolas e três escopetas, estava dentro de um táxi e seria usado para resgatar presos que iam para audiência (Foto: Reprodução/Diário do Nordeste)

Uma abordagem a veículo feita pelo Comando Tático Motorizado (Cotam) da Polícia Militar do Ceará (PMCE), na tarde de ontem, terminou com a apreensão de 13 armas e munições no bairro Mucuripe, em Fortaleza. O arsenal estava dentro de um carro com um adulto e uma adolescente para resgatar presos que seriam levados, ontem, para uma audiência.

De acordo com a Polícia, a operação que resultou na apreensão das armas foi fruto de uma parceria da Coordenadoria de Inteligência (Coin), da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) e da PM. Segundo a Polícia, o veículo, um Chevrolet Spin de placa PMZ 8406, caracterizado como táxi, foi abordado no momento em que estava parado em um posto de combustível. Ao todo, foram apreendidas um revólver, 9 pistolas de calibres 380, Ponto 40 e Ponto 45, além de três espingardas (escopetas) calibre 12 e munições de calibres variados.

Resgate

A Polícia suspeita que o casal se preparava para resgatar presos que seriam levados para uma audiência no Fórum Clóvis Beviláqua. A ideia dos suspeitos, conforme a investigação da Coin, seria realizar uma abordagem na BR-116. É possível que eles ainda se reunissem com outros comparsas para realizar a ação criminosa. Até a noite de ontem, a Polícia realizava buscas para capturar outros envolvidos no plano de resgate. A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que os detalhes da operação e os desdobramentos serão apresentados, em coletiva, na manhã de hoje.

Um dos celulares apreendidos no local, possui uma conversa, no aplicativo WhatsApp, onde o usuário identificado como ‘Pilantra’ fala com um dos possíveis presos sobre o resgate. Ele reclama que ainda está parado no posto de combustível e quer saber o horário da audiência do preso ‘Jr’. O detento avisa que outras pessoas “já vão chegar”. Logo depois, porém, diz que o local “está lotado de polícia” e que os agentes “estão encostando em nós”.

Fonte: Diário do Nordeste

Ver Mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo