CearáDestaquesÚltimas Notícias

Educação: Ceará tem 55 das 100 escolas de Ensino Médio mais bem avaliadas do Brasil

Das cem escolas de ensino médio com bons resultados de aprendizagem e que atendem alunos com baixo nível socioeconômico, 55 são do Ceará. As informações são de um estudo sobre a qualidade do ensino médio, realizado pelas instituições Interdisciplinaridade e Evidências no Debate Educacional (Iede), Fundação Lemann, Instituto Unibanco e Itaú BBA. Outros três estados sediam as demais escolas: Espírito Santo (14); Goiás (7) e Pernambuco (7).

Imagem Ilustrativa

Para esse resultado, o estudo considerou as notas do Enem, da Prova Brasil, a taxa de aprovação de cada escola pesquisada, além da faixa de nível socioeconômico, de acordo com classificação do Inep.

Durante a pesquisa, foram visitadas duas escolas cearenses: Lysia Pimentel Gomes Sampaio Sales e Dom Walfrido Teixeira Vieira, ambas em Sobral, com a oferta do ensino médio integrado à educação profissional, funcionando das 7 às 17 horas.

O Tempo Integral é uma característica evidente na maioria das escolas que tiveram boa avaliação na pesquisa. Conforme se constatou, o período extra na escola reverte-se em mais possibilidades de vínculo e contato entre professores, alunos e coordenação, que oportunizam o envolvimento dos jovens com os assuntos abordados e, consequentemente, aumentam o potencial de aprendizagem.

A rede estadual de ensino é formada por 252 unidades em tempo integral, sendo 130 Escolas de Ensino Médio Regular em Tempo Integral (EEMTI) e 122 Escolas Estaduais de Educação Profissional (EEEP). Ao todo, 50 municípios são beneficiados com EEMTIs e 98 com EEEPs, alcançando 89 mil alunos.

As disciplinas eletivas, escolhidas pelos alunos de acordo com suas inclinações pessoais nas Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral, também possibilitam a vivência de processos de decisão e de autonomia.

Acompanhamento

A dinâmica de ação do Projeto Professor Diretor de Turma (PPDT) foi um dos itens que chamaram a atenção dos pesquisadores, ao visitarem escolas cearenses. A estratégia do Projeto é manter um professor da unidade de ensino como diretor de uma turma acompanhando o desempenho escolar destes estudantes até o final de sua escolarização, identificando vulnerabilidades e fazendo as intervenções necessárias à conclusão de seu projeto de vida.

A secretária Eliana Estrela observa que o sucesso acadêmico é fruto de um trabalho contínuo, desenvolvido por equipes de educadores nas escolas, nas Regionais e na Secretaria da Educação (Seduc), que tem o objetivo de despertar nos estudantes o desejo de conhecer, de participar ativamente das aulas e de colaborar para o bom clima escolar.

“Uma das bandeiras que sustentamos e consideramos de fundamental importância para o sucesso dos nossos jovens é o desenvolvimento do protagonismo estudantil. Os alunos precisam se sentir incentivados a construir sua própria história, a traçar projetos e realizá-los, contando sempre com o apoio presente dos professores e da gestão escolar. Para além dos bons resultados nas avaliações de aprendizagem, nosso foco é auxiliá-los a construir a própria identidade, para que exerçam a cidadania de forma mais plena e contribuam para a formação de uma sociedade mais justa. Ressalto ainda a prioridade que o governador Camilo Santana e a vice-governadora Izolda Cela vêm dando à educação”, considera.

Ensino fundamental

O Ceará também tem se destacado nacionalmente em relação ao ensino fundamental. Conforme os dados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de 2017, 82 dos 100 melhores resultados escolares deste nível de ensino são do Ceará.

Fonte: Seduc

Etiquetas
Ver Mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
error: O conteúdo está protegido !!
Fechar