CearáDestaquesPolíciaÚltimas Notícias

Maracanaú-CE: Líder indígena é baleada dentro de aldeia; confira

madalena-pitaguary
Cacique Madalena é uma militante pela causa Pitaguary há, pelo menos, 20 anos. Seu povo habita terras em Maracanaú, Pacatuba e Maranguape. Foto: O Povo

Por volta das 20h30 desta quarta-feira (12), a cacique e líder indígena do grupo Pitaguary, Maria Madalena (56), foi baleada, dentro da aldeia onde vive, Santo Antônio do Pitaguary, em Maracanaú, Região Metropolitana de Fortaleza.

A cacique havia ido à casa de um irmão e, quando retornava para sua residência, foi surpreendida por um homem armado. Ela chegou a entregar o celular ao suspeito, acreditando se tratar de um assalto.

A líder indígena chegou a lutar contra o homem, sendo atingida de raspão na cabeça. As informações foram confirmadas pela Polícia Militar do Estado do Ceará (PM-CE).

okariri
De acordo com uma fonte que não quis se identificar, Madalena foi vítima de um atentado, visto que “é uma liderança do povo e, por isso, combate muitas coisas erradas”.

A vítima registrou ocorrência na Delegacia Metropolitana do local e foi encaminhada a um Hospital de Maracanaú para receber os devidos cuidados. A lesão foi leve e ela já passa bem.

Segundo o comandante da Área Integrada de Segurança 12 (AIS 12), Tenente-Coronel Océlio Alves, como o suspeito fugiu, a equipe está realizando buscas para encontrá-lo.

Em 2010, segundo a Fundação Nacional de Saúde, o povo Pitaguary era composto de 3.793 pessoas. A principal problemática desta população diz respeito a demarcação de terras. 

Com informações do Diário do Nordeste

Real Bio
Arte/OKariri
Tags
Ver Mais

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito + 15 =

Close