- Publicidade -

Crediarista de Abaiara é encontrado parcialmente carbonizado em Alagoas

Corpo de Cícero Jacinto do Nascimento, de 39 anos, foi encontrado parcialmente carbonizado (Foto: Agência Miséria)

Foi sepultado o corpo do crediarista Cícero Jacinto do Nascimento, de 39 anos, que residia no Sítio São Pedro na zona rural de Abaiara. Ele era comerciante e sempre cobrava dívidas no município de Senador Rui Palmeira (AL), onde seu corpo foi encontrado por populares no povoado Candunda parcialmente carbonizado. Natural de Juazeiro do Norte, a vítima deve ter sido assassinada na última sexta-feira (12) enquanto fazia cobranças.

Naquele dia, dois colegas de atividade sentiram sua falta quando tomaram conhecimento em relação a um achado de cadáver e foram olhar reconhecendo como sendo de Cícero Jacinto. Eles disseram à polícia que eram vendedores da região e estavam há alguns dias fazendo cobranças. Pelo fato da vítima ter se ausentado do grupo na sexta-feira, os companheiros de trabalho – sentindo sua falta – resolveram procurá-lo e terminaram o encontrando morto.

Ele foi brutalmente espancado até a morte, tendo parte de seu corpo queimado e amarrado com uma corda, o que leva a crer que Cícero Jacinto foi arrastado por alguns metros antes de ter sido morto e abandonado no local. A polícia ainda não sabe o que poderia ter acontecido para que houvesse um crime tão bárbaro, uma vez que a vítima era de outro Estado e estava no sertão de Alagoas apenas fazendo cobranças referentes a produtos de eletrodomésticos que o grupo comercializava.

O corpo foi necropsiado no Instituto Médico Legal (IML) de Ararpiraca e entregue à família pra trazê-lo e sepultá-lo no Cariri. Algumas hipóteses são erguidas na Delegacia de Polícia Civil de Senador Rui Palmeira como um caso de latrocínio, envolvimento com tráfico de drogas ou até mesmo vingança. São todas essas possibilidades investigadas pela polícia alagoana na intenção de chegar aos autores intelectuais e matérias do crime.

Agência Miséria

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

MAIS POPULARES