PolíciaÚltimas Notícias

FORTALEZA: Dupla é flagrada com notas falsas

O derrame de cédulas falsificadas vai ser investigado pela Polícia Federal. Os dois homens detidos se recusaram a revelar a origem do dinheiro (FOTO: ALEX COSTA/DIÁRIO DO NORDESTE)

A Polícia Federal aprofunda as investigações sobre a prisão de dois homens, na última sexta-feira, que tentavam entrar em uma casa de show, no bairro Maraponga, em Fortaleza, pagando os ingressos com notas falsas. O bilheteiro do estabelecimento percebeu que o dinheiro não era autêntico e chamou a Polícia Militar. José Cláudio Gomes de Souza, 20, e José Waleson Souza da Silva, 19, estavam com a importância de R$ 2,6 mil em notas falsificadas.

Quando passaram a ser interrogados pelos policiais militares lotados na 2ª Companhia do 5ºBPM, os acusados contaram que havia mais dinheiro em uma residência localizada no bairro São João do Tauape.

Os acusados levaram os policiais ao local indicado e, ali, foram encontrados mais R$ 20 mil, perfazendo um total de R$ 22,6 mil. Os dois suspeitos não revelaram sobre a origem do dinheiro falso. Ambos foram encaminhados à Superintendência Regional da Polícia Federal (PF), no Bairro de Fátima.

Caberá à Delegacia de Polícia Fazendária da Superintendência da PF no Ceará o aprofundamento nas investigações para descobrir onde as cédulas falsas estão sendo fabricadas, bem como, identificar os responsáveis pelo crime. A Polícia suspeita que a origem do dinheiro seja outro Estado.

A falsificação de moeda é crime previsto no artigo 289 do Código Penal Brasileiro, que caracteriza o delito como “falsificar, fabricando-a ou alterando, moeda metálica ou papel-moeda de curso legal no País”. A pena prevista varia de três a dez anos de reclusão e multa.

Diário do Nordeste

Etiquetas
Ver Mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar