pois os quatro mil trabalhadores que foram demitidos no último dia 12 de janeiro não receberam salários atrasados e nem as empresas estão acertando os direitos trabalhistas. Adesão Evandro Pinheiro di

Botão Voltar ao topo
Fechar