- Publicidade -

25% dos brasileiros não conseguem pagar as contas

Segundo pesquisa feita pela confederação Nacional da Indústria (CNI), um em cada quatro brasileiros não consegue pagar as contas no final do mês. Mais da metade dos entrevistados tiveram que reduzir despesas com lazer, viagens ou compra de roupas. 

Quando questionados sobre situações específicas, 34% dos entrevistados informaram terem contas de energia ou água atrasadas, e 16% tiveram que vender alguns de seus bens para quitar dívidas. 

Real, moeda brasileira

O aumento de preços de produtos como alimentos, gás de cozinha e combustível afetou diretamente o orçamento das famílias e provocou uma ampla redução no consumo, afirmou o gerente de Análise Econômica da CNI, Marcelo Azevedo. 

Além do aumento de preços, outros desafios comprometeram a recuperação da economia, tais como a pandemia de Covid-19 e a guerra na Ucrânia, disse o presidente do CNI, Robson Braga de Andrade. 

Sobre o aumento dos gastos na percepção da população, o gás de cozinha lidera o ranking de produtos cujos preços mais subiram nos últimos seis meses. Nesta edição da pesquisa, 68% disseram que o valor do gás está maior contra 56% em abril. A percepção nos preços de itens como arroz e carne vermelha também cresceu bastante em relação à pesquisa de abril. 

Sem conseguir poupar ou sair do negativo, a maioria da população (64%) cortou gastos desde o início do ano e um em cada cinco brasileiros pegou algum empréstimo ou contraiu dívidas nos últimos doze meses.  

Robson Braga, todavia, foi otimista em relação à situação enfrentada: “ao menos, estamos diante de um cenário de recuperação do mercado de trabalho, com redução do desemprego e aumento do rendimento da população”. 

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

MAIS POPULARES