- Publicidade -

Cid gomes tem vantagem sobre Capitão Wagner e, Roberto Cláudio está em terceiro, para governador do Ceará, aponta pesquisa

Com 21,00% das intenções de voto, o senador Cid Gomes (PDT) tem a dianteira na disputa pelo governo do Ceará. Mas a diferença sobre seu rival mais próximo, o deputado federal Capitão Wagner (Pros), que tem 17,30%, é inferior a 4,00% e está situada bem próxima dos limites do empate técnico.

Este é um dos resultados do levantamento realizado pelo Instituto Ranking Brasil, que entrevistou duas mil pessoas residentes e eleitoras no Ceará entre 29 de julho e dois de agosto. O intervalo de confiança é de 95% e a margem de erro de 2,50% para mais ou para menos. Além do governo estadual, a consulta aferiu ainda as tendências eleitorais para o Senado.

Na pesquisa espontânea, além de Cid Gomes (21,00%) e Capitão Wagner (17,30%), foram citados Roberto Cláudio (10,25%), Eduardo Girão (5,15%) e Luizianne Lins (3,20%). Outros nomes somam 1,10% e 42,00% foram o grupo de indecisos, votos nulos ou em branco e entrevistados que não responderam ou não sabem.

Na estimulada, um quadro bem mais nítido de empate técnico: 30,10% para Cid e 28,20% para Wagner. O terceiro é Roberto Cláudio, com 12,00%, vindo a seguir Girão (8,30%), Luizianne (5,00%) e Mauro Filho (1,30%). Os indecisos, os que não sabem ou não responderam e os que afirmam votam em branco ou nulo são 15,10%. Ainda na estimulada, no caso de uma disputa polarizada, 41,50% dos eleitores votariam em Cid Gomes e 38,15% em Wagner, com 20,35% de indecisos, brancos, nulos e eleitores que não sabem ou não responderam.

Perguntados sobre em qual dos possíveis candidatos não votariam de jeito algum, os eleitores apontaram Cid Gomes como o de maior rejeição: 15,70%. A segunda maior taxa de rejeição foi atribuída a Luizianne Lins: 11,85%, pouco mais de um ponto acima de Wagner, que tem 10,65%. Completam o ranking: Mauro Filho (7,50%), Girão (6,75%) e Roberto Cláudio (5,20%). Indecisos, brancos e nulos, não sabem e não responderam 42,35%.

SENADORES –

Para o Senado, na consulta espontânea a preferência majoritária dos cearenses é dirigida a Camilo Santana (22,10%). Seu principal concorrente seria o senador Tasso Jereissati (15,20%). Mais distantes: Donizete Arrufa (2,15%), Domingos Filho (2,05%) e Anna Karina (1,40%). Outros nomes somam 1,00% e 56,10% não sabem ou não responderam, votam nulo ou em branco ou estão indecisos.

Já na estimulada a diferença de Santana sobre Jereissati é bem maior: ele tem quase 16 pontos de vantagem (42,00% contra 26,15%). Depois estão: Arruda (4,20%), Domingos (4,05%) e Anna (3,00%). Votos em branco e nulos, eleitores indecisos e os que não sabem ou não responderam são 20,60%.

Por fim, as rejeições: de acordo com a pesquisa, o nome mais rejeitado pelos eleitores na disputa para o Senado é o do atual senador Tasso Jereissati (PSDB), com 15,40%. A segunda maior taxa de rejeição é de Donizeti Arruda: 11,60%. O terceiro mais rejeitado é Camilo Santana, com 10,56%. Anna Karina tem 6,45% e Domingos Filho 5,90%. Nesse quesito da consulta, 50,10% é o total dos indecisos, os que votam nulo ou em branco e os que não responderam ou não sabem.

Metodologia:

Os dados foram colhidos entre os dias 29 de julho e 02 de agosto de 2021. Para um intervalo de confiança de 95% e um tamanho de amostra de duas mil entrevistas, a margem de erro máxima estimada foi de 2,5%, para mais ou para menos.

O Instituto Ranking Brasil realizou a pesquisa por telefone (CATI) no Estado do Ceará, nas seguintes regiões: Centro-Sul Cearense, Jaguaribe, Metropolitana de Fortaleza, Noroeste Cearense, Norte Cearense, Sertões Cearenses, Sul Cearense.

-> Siga O OKariri no Facebook, no youtube no Twitter e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade.

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

MAIS POPULARES