- Publicidade -

Milagres-Ce: redes sociais indicam que Prefeito Figueiredo parece ‘derreter’ politicamente; entenda

O prefeito de Milagres-Ce, Cícero Figueiredo (PDT) parece ‘derreter’ politicamente. Pelo menos é o que indicam as redes sociais.

Para entender melhor a situação, é preciso voltar ao passado. Cícero Figueiredo era um  coadjuvante quando em 2012 resolveu concorrer à eleição e quase foi vitorioso contra o ex-prefeito Hellosman Sampaio. Com uma campanha bem articulada pelo grupo de Figueiredo, fez com que ele tivesse destaque estadual e uma boa expectativa para a eleição seguinte que aconteceu em 2014, onde o município de Milagres deu uma das melhores votações, proporcionalmente falando, ao governador Camilo Santana.

Cicero Figueiredo quando candidato a prefeito em 2012 | Foto: Rede Social

Na eleição seguinte, em 2016, dessa vez para a escolha de prefeito, entre várias desistências de Figueiredo, quem foi para a disputa e ganhou foi Lielson landim, que era candidato a vice em 2012 na chapa com Figueiredo. Como tudo tem o seu tempo, Cícero concorreu em 2020 e enfim foi eleito prefeito de Milagres e está chegando a metade do seu mandato e já vem acumulando uma série de falhas que nos últimos dias culminou em muitas manifestações de insatisfações, sendo boa parte delas da sua antiga base política.

Logo no início da administração, a principal reclamação das pessoas era a falta de acesso ao prefeito, mas a coisa foi piorando e, atualmente, parte das manifestações são às escondidas, mas a maioria, não. Tem das mais diversas objeções, desde problemas na infraestrutura, passando por insatisfações de mau gerenciamento até as manifestações de ingratidão por parte de antigos correligionários que se sentem “desvalorizados” atualmente.

Figueiredo também poderá enfrentar problemas com a câmara de vereadores, mesmo tendo a grande maioria como aliados, onde apenas um dos onze é declarado opositor. Por lá, os parlamentares também se queixam da falta de acesso ao prefeito que além estarem divididos em três grupos políticos, há ainda problemas internos e externos entre os parlamentares, nos quais Figueiredo poderá intervir em algum momento podendo gerar mais dissabores políticos.

Como se não bastasse, este é um ano político e Figueiredo está sem parte do seu ‘exército’, uns por apoiarem outros candidatos e boa parte por insatisfação. Além do mais, o pré-candidato que ele pretende apoiar, que é o Guilherme Landim (PDT), também tem enfrentado problemas em Milagres e possivelmente não tire a mesma votação de outrora. Figueiredo também tem outro problema na eleição de deputado estadual, pois o principal pré-candidato da oposição é Fernando Santana (PT), que antes era seu aliado e por várias vezes foi chamado de amigo íntimo, se na politica é preciso avançar contra seus oponentes, quais são os argumentos que Figueiredo irá usar para conquistar votos da oposição se mesmo quando se afastou politicamente de Fernando continua declarando que ele é um bom deputado? 

Fato é que Figueiredo parece estar ‘derretendo”, politicamente falando. Até os seus aliados mais próximos admitem isso. Mas, como a política é dinâmica, será que há tempo dele se recuperar ainda este ano e dar uma boa votação para os seus candidatos? Para a disputa de prefeito, que ainda tem um tempo, há quem diga que ele desista da corrida para a reeleição, mas caso não desista, o tempo é suficiente para Figueiredo reverter a situação?

Para ficar bem informado, siga o OKariri no Facebook, no youtube no Twitter e no Instagram. Receba as informações.

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

MAIS POPULARES