DestaquesMilagresÚltimas Notícias

Milagres (CE): Gestão envia nota de esclarecendo sobre corte de energia da sede da prefeitura municipal

Foto: Divulgação

Os funcionários da Prefeitura de Milagres (CE), foram surpreendidos na manhã da terça-feira (14/maio) com a ação da ENEL (empresa fornecedora de energia elétrica), que realizaram o desligamento da energia elétrica do equipamento público. Segundo o informado, o “corte” foi por falta de pagamento.

Em nota divulgada pela Assessoria de Comunicação da gestão municipal presta esclarecimento sobre o assunto. Fato é que o fornecimento da energia elétrica foi reativado no mesmo dia, e a sede da prefeitura municipal está funcionando normalmente.

okariri

Confira a nota na íntegra:

NOTA

O Governo Municipal de Milagres vem a público informar sobre a veiculação de notícia, no tocante, a suspensão no fornecimento de energia no paço municipal.

É necessário esclarecer que os pedidos foram feitos formalmente pela própria gestão a empresa fornecedora de energia, porém, destinados aos prédios que estão desativados e que ainda constam faturas mensais (taxas mínimas de consumo), o que é informado pela prestadora dos serviços, via agrupamento, como é mantido as unidades consumidoras ligadas ao governo municipal, e que, equivocadamente, foi informado nas ordens de cortes, via e-mail, o número referente ao agrupamento pertencente ao paço.

Vale ressaltar também que, encontra-se em aberto, uma suposta dívida referente à iluminação pública no valor de R$ 136.802,95 (Centro e Trinta e Seis Mil Oitocentos e Dois Reais e Noventa e Cinco Centavos), em que a prestadora dos serviços de eletricidade afirma corresponder a supostos 335.203 kWh não faturados no período compreendido entre 15 de agosto de 2017 e 15 de fevereiro de 2018, sob alegação de que haveria divergência entre a energia efetivamente consumida pela iluminação pública e o respectivo valor faturado.

Por considerar abusiva tal cobrança, o governo municipal, através da Procuradoria-Geral do Município, ajuizou ação cabível para que seja reconhecida a cobrança abusiva, a qual tramita sob o número 0000451-72.2018.8.06.0124.

Em sede de tutela de urgência, o juiz da comarca de Milagres, Dr. Judson Pereira Spindola Junior, determinou que a concessionária de energia elétrica se abstenha de suspender o serviço de energia elétrica até ulterior decisão.

Entretanto, após entendimento entre a empresa prestadora dos serviços e a Procuradoria-Geral do Município, estando solucionadas todas as alegações por ambas as partes, o fornecimento foi restabelecido imediatamente.

Assessoria de Comunicação.

Etiquetas
Ver Mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
error: O conteúdo está protegido !!
Fechar