CearáDestaquesPolíciaÚltimas Notícias

Força Nacional ficará no Ceará por trinta dias

Sérgio Moro autorizou envio das tropas federais por conta da paralisação da PM

(Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

A vinda da Força Nacional para o Ceará ocorrerá às 14 desta quinta-feira (20). Segundo decreto assinado pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, os policiais da tropa ficarão no estado por 30 dias.

Em ofício, Moro afirmou que recebeu informações de Camilo Santana “sobre movimento paredista da polícia do estado” e solicitação do “envio da Força Nacional de Segurança Pública para colaborar com as forças de seguranças estaduais na garantia da lei e da ordem”.

Policiais da Polícia Rodoviária Federal e da Civil estão exercendo funções da PM para garantir a segurança da população.

Tiros em Cid

Na tarde desta quarta-feira (20), o senador licenciado Cid Gomes (PDT) foi atingido por dois tiros ao tentar entrar em um quartel da PM utilizando uma retroescavadeira. Ele está estável e internado no Hospital do Coração de Sobral e deve ser transferido ainda nesta quinta para Fortaleza. Ele não corre risco de morte.

A retroescavadeira usada por Cid ainda está na frente do quartel na manhã desta quinta-feira, quando será feita uma perícia no veículo que foi alvejado por tiros e também por pedras.

Como tudo começou

Desde o início de 2020, o governo de Camilo Santana e associações dos policiais e bombeiros militares negociam uma reestruturação salarial. Nesta terça-feira, a proposta final foi enviada para a Assembleia Legislativa, que vai discutir o projeto e votar, mas parte da categoria não ficou satisfeita com o que foi definido.

A proposta de reestruturação salarial enviada prevê aumento de cerca de R$ 3.400 para cerca R$ 4.500 no salário dos soldados. O pagamento será feito em três parcelas (em março de cada ano) até 2022.

Inicialmente o oferecido havia sido aumento para R$ 4.200, em quatro parcelas, mas foi revisto após as associações que representam a classe terem rejeitado a oferta. O governador disse que a proposta já está no limite do que o estado pode oferecer.

Após rejeitarem a proposta, os policiais passaram a paralisar os quartéis e a furar pneus de viaturas. Três PMs já foram presos pelos atos de vandalismo.

Por: CNews

Etiquetas
Ver Mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
error: Está protegido !!
Fechar