CearáÚltimas Notícias

FORTALEZA: Trabalhos na área serão retomados ainda hoje

Prefeitura quer construir viaduto sobre o Parque do Cocó (Foto: Prefeitura de Fortaleza/Divulgação)

As obras dos viadutos que serão construídos pela Prefeitura Municipal de Fortaleza na confluência das Avenidas Engenheiro Santana Junior e Antônio Sales serão retomadas hoje, menos de 24 horas depois da desocupação da área do Parque do Cocó. A expectativa é que, na segunda-feira (7), os trabalhos já estejam em ritmo normal. A informação foi repassada pelo titular da Secretaria de Infraestrutura do Município, Samuel Dias, na noite de ontem, logo após a operação policial que culminou na reintegração de posse do local.

Segundo destacou, todos os esforços serão empenhados para recuperar o tempo perdido com a ocupação, visando entregar as estruturas prontas para a Cidade de Fortaleza. “Foi muito tempo perdido. Nosso prazo era de 14 meses e, dentro dele, tivemos três meses perdidos. Tivemos esses percalços, mas vamos empenhar toda a nossa energia para recuperar esse tempo para que as pessoas não sofram mais com a espera com uma obra tão importante para a mobilidade urbana da Cidade”, disse.

Conforme o secretário, na área desocupada, será realizado serviço de terraplanagem, e o terreno será preparado para receber a pavimentação. “As obras do entorno também serão preparadas para darmos início aos desvios de tráfego e na sequência construiremos as fundações e as estruturas dos viadutos”, afirmou o secretário.

Vigilância

Sobre a vigilância do local, Samuel Dias esclareceu que a Guarda Municipal de Fortaleza permanecerá no local mesmo com as obras em andamento, com o objetivo de proteger a integridade do terreno e visando evitar que uma possível nova ocupação seja realizada.

“A Guarda Municipal ficará no local até quando houver necessidade. Já tivemos uma experiência anterior, em que após a desocupação os manifestantes retornaram e se apossaram da área, então nós vamos trabalhar no sentido de não deixar isso acontecer novamente”, disse.

O secretário afirmou, ainda, considerar a operação de ontem como positiva em virtude da rapidez e do número baixo de feridos. “Poderia ter sido melhor se as pessoas tivessem saído sem a necessidade do uso da força, mas dentro da perspectiva que se colocou, da resistência das pessoas que estavam lá dentro, eu avalio como positiva a ação. Infelizmente, foi preciso se utilizar da força”, afirmou Dias.

O gestor acrescentou que a Prefeitura acompanhou toda a ação. “O juiz federal tentou ouvir as pessoas, entrou no acampamento, pediu para que saíssem mas elas estavam irredutíveis. Foi necessário a Polícia intervir, entretanto foi uma operação bastante rápida. Apesar da violência, que é inerente a uma ação desse tipo, acho que não foi de uma violência extrema e, sim, até contida”, avaliou.

Para ele, não houve muitas pessoas feridas e, agora, o foco é dar continuidade às obras.

Diário do Nordeste

Etiquetas
Ver Mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
error: O conteúdo está protegido !!
Fechar