- Publicidade -

Copa América: jogos poderão ocorrer em locais com mais de 85% de ocupação de UTIs

Quatro sub-sedes que cogitadas para receber partidas da Copa América no Brasil neste ano têm mais de 80% de ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) devido ao agravamento da pandemia de covid-19 no país.

Segundo o governo Jair Bolsonaro, os jogos da competição deverão ocorrer em Brasília, Goiás, Mato Grosso e Rio Janeiro. O presidente afirmou que haverá jogos em outro Estado, mas não informou qual.

A Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) anunciou na segunda-feira (31/05) que a Copa América 2021 será realizada no Brasil, após a desistência da Argentina e da Colômbia em receber o evento.

A Colômbia vive um momento de instabilidade política e a Argentina teve agravamento no quadro da pandemia. Atualmente a média móvel de mortes em 7 dias é de 485 óbitos na Argentina, que atingiu total de 77 mil mortes por covid.

A situação da pandemia também continua grave no Brasil – o país já ultrapassou 465 mil mortes causadas pelo coronavírus e tem média móvel de 1.881 mortes por dia nos últimos 7 dias. Somente 21,17% da população recebeu a primeira dose de vacina contra a doença.

Mesmo assim, o presidente Bolsonaro e a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) fecharam acordo com a Conmebol para a realização da Copa América no Brasil.

Nenhum dos locais onde os jogos serão realizados, pelas informações divulgadas até o momento, tem a pandemia sob controle.

Mato Grosso, por exemplo, tinha até essa segunda-feira 95% das vagas de UTI ocupadas, segundo o governo local. Ao todo, 634 pessoas estavam internadas, sobrando apenas 26 leitos nas unidades de terapia intensiva. Desde o início da pandemia, 10.801 pessoas morreram de covid no Estado.

Goiás segue a mesma tendência: a taxa de ocupação das UTIs está em 89,77%. Nas últimas 24 horas, 79 pessoas morreram de covid-19 no Estado, totalizando 17.167 vidas perdidas desde o início da pandemia.

Já o Distrito Federal, que vai receber os jogos no Estádio Mané Garrincha, em Brasília, tem um índice de ocupação total de leitos de UTI da rede pública de 87,2%. O Distrito Federal teve mais de 8,6 mil mortes por coronavírus no total.

Com 50 mil mortes, o Rio de Janeiro, onde possivelmente vai ocorrer a final do torneio, é o segundo Estado em número de óbitos, perdendo apenas para São Paulo. A taxa de ocupação de leitos de UTI estava em 94%, segundo dados do último dia 28.

*Com informações da BBC

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

MAIS POPULARES