Plantão

Atletas de milagres da DM – Jiu-Jitsu fazem história e conquistam 6 medalhas no Open Ceará 2018

Atletas da DM – Jiu-Jitsu de Milagres | Foto: Acevo pessoal
Atletas da DM – Jiu-Jitsu de Milagres | Foto: Acevo pessoal

Seis atletas da DM – Jiu-Jitsu de Milagres, subiram ao pódio do Open Ceará 2018 que aconteceu no Ginásio Poliesportivo de Juazeiro do Norte no último domingo (16/dez). O campeonato foi realizado pela Federação Internacional de Jiu-Jitsu Desportivo – FIJJD.

A competição foi dividida em diferentes categorias e os atletas da equipe DM – Jiu-Jitsu de Milagres, conquistaram medalhas de ouro,prata e bronze. Na categoria juvenil branca masculino // pena, Diogo Vasconcelos Carneiro conquistou a medalha de ouro e José Vinicius Leandro de Sousa a medalha de prata; Pela categoria adulto branca masculino // pena, Lucas Castanheiro trouxe a medalha de prata para casa; Já categoria adulto branca masculino // meio-pesado,  Júlio César Belém de Oliveira, conseguiu medalha de bronze; Na categoria adulto branca masculino // leve, Natanael dos Santos Ferreira, lutou com garra mas não conseguiu chegar ao pódio, esse foi um obstáculo, mas ele continua firme e forte, com a certeza de trazer uma medalha no próximo torneio; Representando as mulheres, na categoria adulto branca feminino // pluma, Rosa Maria Severiano Ribeiro, foi medalha de ouro e na categoria adulto branca feminino // leve, Dina Dárquila Bruno Ferreira, conseguiu a medalha de bronze.

ASSISTA AO VÍDEO DA MATÉRIA:

Em entrevista com o Portal OKariri, Vilanio Campos falou um pouco sobre a história da DM – Jiu-Jitsu de Milagres, confira na íntegra:

Teve início no ano de 2010, quando a academia Ferreira teve a ideia de ampliar suas atividades, na época estando a frente do jiu-jitsu, Nadja e Eliseu, eles entraram em contato com mestre Ricardo Andrade e o sargento Leandro Vidal sendo ambos de grande importância para o desenvolvimento de nossa equipe e deram início às atividades. De início muitas pessoas criticaram de forma negativa, tivemos muitos alunos na época, pena que não permaneceram, e foi nesse mesmo perío do que conheci Diego grande parceiro de treino éramos alunos na época, Diego já treinava há algum tempo e eu estava dando meus primeiros passos na arte suave, e nesse mesmo período veio Alexandrada CDL somar mais a nossa equipe, excelente pessoa.

Tempos depois começamos a ter dificuldade pelo simples fato de não ter alunos suficientes para manter a academia, aí que entra Alexandra e Diego, depois de conversar com alguns membros da equipe e chegarmos a um acordo juntamente com mestre Ricardo,que seria o responsável pela nossa equipe e o sargento Leandro que nós daria apoio local, alugamos um ponto na rua coronel Domingues bairro centro. Lá passamos alguns meses onde veio um instrutor que não lembro o nome, mas nós os chamávamos de “China”, excelente pessoa, mas meses depois ele teve que retorna a sua terra natal, foi aí que Diego deu início aos treinos. Depois com a saída de Alexandra as mulheres que treinavam abandonaram os treino, em umperíodo  complicado em que praticamente todos nós estávamos desempregados e tivemos que devolver o prédio, e o tatame que tínhamos foi levado para Brejo Santo, e nós ficamos apenas com 6 ou 8 placas, não lembro muito bem, mas até então, não tínhamos onde treinar.

[ads1] Mais uma vez, graças a Deus e a um dos alunos que temos com ele e sua avó uma dívida até hoje, podemos voltar aos treinos, esse aluno que sempre deve ser lembrado, chama-se Pablo. A avó de Pablo uma senhora de coração generoso e nos deu apoio na hora que mais precisamos, chama-se Dona Cira, o local que ela nos cedeu foi onde era o antigo Asa Branca, e a partir daí demos início aos treinos novamente com pouquíssimos praticantes e Diego já como nosso instrutor, foram tempos difíceis para ojiu-jitsu, com o tatame pequeno, onde só podíamos fazer uma luta de cada vez,nessa mesma época tive que passar um ano afastado, tive que fazer uma cirurgia no olho e por recomendação médica, fiquei um ano sem fazer nenhum esforço físico, quando voltei os treinos já estavam se organizando pra comprar mais algumas placas ( tatame) e depois de muito esforço conseguimos comprar. Quando achávamos que estava tudo bem, nosso instrutor ( Diego) teve que viajar e passar um tempo fora fazendo num treinamento relacionado ao seu trabalho, aí para darmos sequência com nossos objetivos eu fiquei puxando os treinos até ele retornar.

Ano passado, em 2017 depois que um novo prefeito assumiu, tivemos a oportunidade de desfrutar das instalações do Lacerdinha, onde fomos bem recebidos pelo secretário de esportes Moisés Filho.

Tempos depois com início do campeonato de futsal tivemos uma reunião com o prefeito e foi sugerido usarmos um prédio que estava abandonado no parque de eventos, lá nos organizamos, criamos nossa própria equipe que tem por nome DM Jiu-Jitsu. Tem algumas pessoas de grande importância que não foram citadas como, Sávio bezerra, Mikael Benjamim, Michael Fernandes, Júnior Rodrigues professor Júnior e Joel,mesmo com toda dificuldade, essa turma das antigas fizeram parte de uma época que tenho certeza que marcaram muito nossas vidas dentro do esporte.

O Portal OKariri deseja os parabéns à todos os atletas que participaram do Open Ceará 2018 e a toda a equipe DM – Jiu-Jitsu de Milagres, pela história de superação, e que continuem fortes na busca de novas conquistas.

Etiquetas
Ver Mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
error: O conteúdo está protegido !!
Fechar